Instituto do Fígado e de Transplantes de Pernambuco recebe 1,2 milhões para pesquisa

por CoordBio

No último dia 12 de março (segunda-feira) foi assinado um convênio, com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho, entre o Instituto do Fígado e de Transplante de Pernambuco, as faculdades de Ciências Médicas e Ciências Biológicas da Universidade de Pernambuco e a Fiocruz Pernambuco. Todas as instituições estão engajadas no projeto "Pesquisa clínica e básica no âmbito das doenças gastro-hepáticas crônicas" que receberá 1,2 milhões de reais do Ministério da Educação e Cultura (MEC).

De acordo com Luydson Richardson Silva Vasconcelos, um dos pesquisadores responsáveis pela pesquisa e ex-aluno do curso de Ciências Biológicas da UPE, o projeto visa estudar o perfil clínico e laboratorial de pacientes cirróticos com nódulo hepático, além dos fatores genéticos e epigenéticos envolvidos na gravidade da doença hepática provocada pelo vírus da hepatite C (HCV). Outro objetivo é estudar as alterações colônicas em pacientes transplantados de fígado. O orçamento previsto contempla a aquisição de novos equipamentos de colonoscopia, endoscopia, sistema de prontuário eletrônico, fibroscan (equipamento que serve para medir a fibrose hepática) além de recursos para manutenção de equipamentos laboratoriais, tomografia e ressonância magnética nuclear.

Assinatura de convênio para pesquisa no IFP